• Título

    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais

  • Título

    Um dedo de prosa sobre nossa história

  • Título

    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil

  • Título

    Divulgação, contato e apoio

terça-feira, 18 de junho de 2019

Visita do dia 16/06/2019



Oi, galera... turubom!!!!!


O último domingo (16), foi mais um dia de futebol, almoço de família e de visita aos nossos pupilos do Instituto do Coração do Distrito Federal (IC-DF).

Mas não foi só bola que rolou; teve cantoria, palhaçada, contação de piada (apesar de que a Dotôra Polenta esqueceu a metade da história). O bom é que isso arrancou mais gargalhadas e é essa nossa intenção. Levar alegria e leveza no coraçãozinho dos nossos pacientes.


Aliás, nesse quarto que entramos para tentar contar uma piada, tinha o sr. Marcos (que nasceu no Piauí, mas morou desde pequeno no Maranhão), estava lá para trocar a válvula. 

Mas descobrimos que na verdade ele ia colocar um GPS com dispositivo que dá choque, pro cabra poder andar na linha (e no caso do Sr. Marcos é pra dar coragem mesmo, pense num homem tranquilo, sossegado e que gosta de evitar a fadiga). Num tem carro que precisa lavar carga na bateria?! Pois é... seu Marcos tem que levar carga pra dar ânimo (mas vale ressaltar que tem uma boquinha nervooooosa, pra comer. Tinha acabado de lanchar e já tava preocupado com a janta).

Tinha o seu Tubarão. Ele falou que tava lá pra fazer um recall do coração, pra aguentar tanto amor por sua Sereia. Ele quis enganar a gente com duas cobertas e um lençol, dizendo que estava com frio. Mas na verdade, ele tava com um cobertor extra para fazer uma portinha mais tarde, para quando as visitas forem embora ele poder namorar um pouquinho com sua Sereia. Mas responsáveis (X9), como somos, é claro que a gente passou o relatório para os enfermeiros ficarem de olho 👁.

O pequeno João (que não tem cílios, tem duas pestanas de tão grandes e pretinhas, liiiindas), adora fazer dobraduras de borboletas, mas não sei o que estava acontecendo com esse povo do hospital, não parou de comer nem pra falar com a gente, fazia mímica, ria, gesticulava, mas não largava o pedaço de bolo. Imagine se fosse um pedaço de carne 😝. Ele estava todo animado, pois sua irmãzinha iria dar aulas para ele não ficar perdido nas matérias da escola. Essa irmã é de ouro!!!
Já na enfermaria, encontramos duas princesinhas lindas, que estavam esperando a gente para poder se pintarem de palhacinhas. E claro que a Dotôra Corujinha, sempre atenta, sacou o kit palhaço do jaleco e foi preparar as aspirantes, a Andarilhos do Riso.

Tenho que confessar: fiquei muito feliz em ver que essas pequenas (Ana Julia e Stefanie) não tinham vergonha em se fantasiarem de palhacinhas, para desfilar pelo corredor pros tios (enfermeiros) verem.


Mais legal ainda foi quando a mãe de uma delas veio até nós contar que elas queriam entrar nos quartos para fazer palhaçada para os seus vizinhos 😍😍 como não amar e sentir gratidão?! É nessas horas que percebemos que estamos no caminho certo: Fazendo o bem sem olhar a quem! E mais importante ainda, sendo inspiração (olha a responsabilidade).

E com essas histórias, eu (Dra Corujinha), as Dras. Polenta, Sara Tudinho, Pimpolha e Dr. Juquinha, atendemos:
11 paciente na UDT
10 pacientes na UTI Cirúrgica
10 pacientes na UTI Coronariana
09 pacientes na UTI Pediatrica
43 pacientes na Enfermaria 

No próximo domingo tem mais... Beijinho de esquimó na ponta do nariz!!! 

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Visita do dia 09.06.2019

Bem amigos dos Andarilhos do Riso!

Mais um domingo chegou e domingo é dia de que? De que? De futebol? É pode ser, ainda mais nesse dia 09.02.2019 que teve tanto jogo do Brasil, mas eu estava pensando em outra coisa, muuuuuuito mais legal e que não para no fim do ano, nem tira férias! É isso mesmo, minha gente, este domingo foi mais um dia de visitas no IC-DF!











E seguindo a escalação para esse domingo, as Dras Alegria, Corujinha, Fofuxa e Polenta e os Drs. Juquinha, Pitomba e Tchan, cada um na sua especialidade, formaram a seleção que chutou a tristeza pra fora do estádio e botou a alegria e a esperança pra dentro do campo novamente…











E este espírito futebolístico estava tão forte que os pacientes todos se fantasiaram de gramado por baixo da calorosa mantinha do IC!



Durante a “partida”, o Sr. Paulo Roberto disse que vinha de Lorena-SP para Brasília caminhando, carregando uma mochila pesada quando sentiu dor nas costas e foi ao médico pra ver o que era. Descobriu que a mochila, na verdade, era uma mala e a mala tava na artéria dele! Coisa de doido, não?


Quando passamos a bola para o Sr. Luiz, ele disse que é melhor ter uma moto que uma esposa. Só não sei se ele tem uma moto ou se tinha uma esposa, porque depois dessa… hehehehe. Já o Maxwell (nome de jogador!) foi fazer uma revisão do coração pra poder assistir ao FlaFlu de ontem. Bom, essa partida terminou empatada, então foi tranquilo para esse coração fluminense…









Para vocês verem, nem a seleção dos Andarilhos do Riso está imune aos papparazzi. O Dr. Juquinha foi flagrado num boomerang dinâmico, quebrando um tabu que já durava anos! Mas tabus estão aí para serem superados e esse foi por uma boa causa, não é mesmo?












E foi assim, que nós jogamos mais uma partida, ops, quero dizer, fizemos mais uma visita aos nossos sempre queridos pacientes!

16 na UDT
9 na UTI Cirúrgica
10 na UTI Coronariana
10 na UTI Pediatrica
32 na Enfermaria 



E nos despedimos de mais uma rela… até o próximo domingo, com ou sem futebol, porque os Andarilhos nunca falham.



Beijos de luz do Dr Juquinha





terça-feira, 4 de junho de 2019

Visita do dia 02/06/2019



Hoje foi dia de visita no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal – IC/DF.




Hoje teve Andarilho do Riso e gargalhado? Teve sim senhor!!!
Teve energia e pirulito? Teve sim senhor!!!
E também, muitas mensagens de amor e carinho que confortam e alivia.

Encontramos logo no começo a Dona Sebastiana, mal chegamos e não deu tempo nem de dar boa tarde, ela foi falando... "me da logo meu pirulito, se não vocês vão esquecer!"  não é pu silvio uma coisa dessa... kkkkk

Na pediatria fomos recebidos por João Vitor, que com sua linda viola, tocou para nós asa branca, pensa num menino talentoso e muito fofo, vai ficar famoso logo logo...


 
Visitamos o Paul, americano que se apaixonou por nosso pão de queijo, a Dr Rapunzel passou a receita de pão de queijo para ele, quando voltar para o Estados Unidos vai vender e dividir os lucros com a doutora, esperta essa Rapunzel.

 
Rapunzel disse que adora panqueca americana, mas na verdade prefere pamonha de doce, pamonha de sal, pamonha! Pamonha! Pamonha!


 
Hoje contamos com a importante presença dos Andarilhos da escala "B", detalhe, sem o "B" que é da "A",  que comprometidos com o grupo ajudaram aqueles que não puderam atender neste domingo, mostrando a união do grupo e o compromisso com a excelência e qualidade dos atendimentos aos nosso queridos pacientes.

Teve até a brincadeira dos Sete erros, na verdade são cinco, mas se você encontrar seis tá valendo...

 

Um domingo para não esquecer... Trabalho maravilhoso repleto de dedicação e cheio de amor!

Hoje estavam presentes: Dr. Cenourinha, Dra. Esperança, Dra. Estrela, Dra. Frozete, Dr. Pisca-Pisca, Dra. Rapunzel, Dra. Sara Tudinho e Dr. Vagalume.





Rapunzel e Pisca-Pisca, por não serem fotogênicos, não quiseram participar da sessão de fotos desse domingo.


Foram atendidos na UDT 14: Vitoriosos.  UTI Pediátrica: 10 lindos.  UTI Coronariana: 11 fortes. UTI Cirúrgica: 9 Vencedores e Enfermaria: 38 Corajosos.
 
Que possamos trabalhar no bem com alegria e assim conduzir nossa vida.

As visitas no IC/DF têm gosto de pirulito que deixam saudades, mas não se preocupem que domingo que vem tem mais.
 
 
 





Gratidão...                                  

Dra. Sara Tudinho!


terça-feira, 28 de maio de 2019

Visita do dia 26/05/2019

Olha aí que neste domingo tivemos mais uma incrível tarde de Andarilhos do Riso no ICDF!

Tão incrível quanto a energia do Dr. Cenourinha que antes de chegar para os atendimentos da tarde tomou uma garrafada de energético red bull + café + guaraná em pó e chegou cheio de gás (sim... aquele gás) para atender geral acompanhado das Doutoras Esperança, Estrela, Frozete e Rapunzel, além dos Doutores Pitomba e Tchan.


Gases a parte, houve muita confusão geográfica durante a tarde. Por exemplo, o Geraldo e o irmão dele, disseram que nasceram no Natal, mas Natal não é um lugar, sim uma data. E aí eles disseram que moravam em Brasília, mas, na verdade, era no Novo Gama. E, pra confundir ainda mais, o parceiro de quarto dele, que diz ser de Goiânia, diz que mora em Campinas, mas Campinas não é em São Paulo? A gente ficou bastante confuso. Fica a sugestão para quem quiser dar um presente pra nós: UM MAPA!



Outra história mal contada é a da Dona Raimunda, que diz ter sido abandonada pela mãe, quando criança, mas foi criada pela vó. E vó não é mãe duas vezes? Fica ai um novo questionamento. Mas Dona Raimunda disse que foi ótimo ter vivido com a avó, por algum motivo não muito bem esclarecido por ela, uma vez que a irmã só dava risada e ela não conseguia terminar história nenhuma.

Falando em história mal acabada, a Dra. Frozete tava cheia de frases soltas e misteriosas na tarde de ontem. A Dra. Rapunzel até pensou que ela estivesse abduzida, mas a gente fez uma cirurgia rápida de remoção de abdução e verificamos que foi um procedimento desnecessário uma vez que ela não tava abduzida, tava só muito louca mesmo. Mas este é o estado normal dela, então ficou tudo bem.


Por fim, só pra registrar, encontramos Dona Marli, lá na UDT, que nos deu um conselho muito sábio: Não deixe ninguém amarrar o seu tchan. Mantenha ele livre.



Eu achei extremamente relevante esta informação pois não quero ninguém me amarrando mesmo.
Nesta tarde linda de domingo atendemos 10 colegas na UDT, 10 na UCO, 6 na Cirúrgica, 10 na pediatria e 41 na enfermaria e combinamos com todos eles que semana que vem não queremos nenhum deles por lá.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Visita do dia 19/05/2019

Domingo foi dia de visita no Instituto de Cardiologia de Brasília – ICDF! Domingo bom e de
muita animação!

Teve Andarilhos do Riso, teve gargalhadas, sim senhor! Teve energia, pirulito, teve
sim senhor! E também mensagens que confortam.



Visitamos o senhor Edimilson alegria que com tanta animação povoou seu bairro homem forte!  Contou que teve 12 filhos com a primeira esposa e ainda pretende quando sair outro
time de futebol com a segunda.

Visitamos o senhor Antonio que falou que o palhaço é inteligente e acertou. O palhaço se acha o melhor, forte, dançarino, esperto e inteligente. Acho que ele estava falando de mim.

Visitamos o pequeno Nicolas que só torcia pelo Neymar, mas agora resolveu mudar, mas não contou o nome do novo ídolo.

Visitamos a Luzinete e sua acompanhante Luciana que já nos aguardava carinhosamente banhada e perfumada. Luciana também trocou até de roupa e se perfumou e se arrumou para tirar fotos com a gente, pense como estamos ficando chiques e famosos! Podemos até pedir cachê.

Visitando o senhor Antonio que nos contou do seu filho de coração e só lembra que ele é adotivo quando fala no assunto que o ama muito e que o filho foi escolhido para ser amado.

Visitamos o senhor Valter, que saiu de Imperatriz, no Maranhão, e veio encontrar sua amada, que morava em Floriano, aqui em Brasília. Vocês não vão acreditar! Os dois se conheceram em uma academia entre um revezamento e outro de equipamentos.

Para terminar, conhecemos a História de Charlote que salvou sua avó que recebeu o transplante de coração. Fica a reflexão da importância de ser doador de órgãos. Que Historia linda e emocionante! As pessoas precisam ter consciência que vai salvar muitas vidas e que um pedacinho do seu familiar ainda vai estar vivendo.

Um domingo para não esquecer um trabalho de dedicação e cheio de amor!



Estavam presentes Dra. Alegria, Dra. Corujinha, Dra. Melódica, Dra Pimpolha, Dr. Pisca-Pisca e Dr. Vagalume.

Foram atendidos na UDT 10 Vitoriosos, UTI Pediátrica 9 lindos,UCO 11 fortes, UTI Cirúrgica 9 Vencedores e na Enfermaria 38 Corajosos.

Que possamos trabalhar no bem com alegria e assim conduzir nossas vidas.
Gratidão, Dra. Sara Tudinho

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Visita do dia 12/05/2019



Olá, leitores mais queridos de todo o universo espacial da galáxia sideral.

Como estão vocês? E suas mamãe? E suas vovós? E as mães de suas filhas?

FELIZ DIA DAS MÃES… ou melhor.. feliz dia do “se eu encontrar, vou esfregar na sua
cara”, do “você não é todo mundo” e do “na volta a gente compra”. 



Quem nunca ouviu essas frases de suas mães/avós/responsáveis, que taque o primeiro nariz vermelho.

Nós, os Andarilhos do Riso, queremos deixar registrado nosso carinho e apreço por essas mulheres incríveis que merecem toda nossa admiração e respeito.

Bem.. aqui quem fala/digita/faz locuções em supermercados é a doutora Rapunzel, porém eu não estive sozinha na visita especial de hoje, meus caros, claro que não!! Ao meu lado, estavam as eletrizantes doutoras Esperança, Frozete e Polenta, além dos empolgados doutores Cenourinha e Pitomba.




Iniciamos nossa tarde de domingo com uma bela oração feita pelo doutor Little Carrot, também conhecido como pequena cenoura, quer dizer.. Cenourinha, eu acho. Após suas belas e inspiradoras palavras, motivados mais do que nunca, seguimos viagem rumo aos nossos ilustríssimos pacientes.

Gente, vocês precisam conhecer Dona Ana “trupica mas não cai”. O que não falta na vida dessa mulher é história de “quase” para contar. Ela trupicou e quase casou, mas deu um jeito de corrigir a rota a tempo e viver a vida solteiríssima. Trupicou e quase virou jogadora profissional de peteca, mas deu um jeito e virou jogadora de frisbee, carreira mais promissora, de acordo com a própria. Trupicou e quase virou uma Andarilha do Riso, mas depois decidiu que não levava jeito para palhaça. Essa parte eu não entendi. Vocês já viram algum palhaço nesse grupo? Eu não! Aqui só tem gente séria e madura.

Encontramos também Seu Geraldo, mineiro, filho de baianos, com cabeça chata de paraibano, mas morador da bela cidade turística de Cristalina de Goiás. Saudoso da sua terra natal (que não é Natal, essa fica no Rio Grande do Norte. Os Andarilhos também sabem olhar o mapa, viu), encheu os pulmões e entonou os seguintes versos: “Ô, Minas Gerais. ÔÔÔ, Minas Gerais, quem te conhece prefere Goiás”. Por esse final, ninguém estava esperando. Seu Geraldo deixou bem claro que nenhum queijin supera uma boa galinhada com pequi. Cada um é cada um, meu povo!

Conhecemos a doce e pequena Tainá que, segundo sua tia, é uma exímia dançarina.
Quando nós perguntamos quando seria sua apresentação de balé, Tainá apenas respondeu: “que mané balé, tia? Eu danço é funk ostentação pesadão”. Pra que sapatilhas se a juventude de hoje pode ter Tchu Tcha Tchu Tchu Tcha, não é mesmo?!!

Encontramos 15 queridíssimos na UDT, 10 fofíssimos na UTI Pediátrica, 10 maravilhosíssimos na UTI Coronariana, 09 especialíssimos na UTI Cirúrgica e 35 amadíssimos na enfermaria.

Mais uma vez, fica aqui nossa homenagem às mamães do IC-DF e de todo o Brasil.

Tenham uma excelente semana, seus lindos.

Semana que vem tem mais, tenham certeza disso!

Beijos sabor chocolate Caribe coma roma de rosas de dia das mães.










Dra. Rapunzel

terça-feira, 7 de maio de 2019

Visita do dia 05/05/2019


Olá amigos.
Nesse último domingo (05/05) a caravana dos Doutores palhaços mais bonitos do Brasil que chegou chegando no IC-DF. Era um lindo domingo de sol escaldante, mas repleto de alegria e disposição.



Começamos os atendimentos pela UDT e lá conhecemos o paciente muito especial que se chama José, ele nos disse que adorava comer um docinho e que quando receber alta do hospital vai direto pro mercado comprar um pote de doce só pra ele comer sozinho, que guloso não?! Eu (Dra. Polenta) e Dra. Saratudinho perguntamos se ele ia levar doce pra gente também e acreditem, o Seu José nós chamou para tomar um café com pão de queijo em sua casa, localizada em Taguatinga. (Mas, olhe não é Taguatinga/DF não é lá no Tocantins, há 460 Km daqui, depois da porteira a direita).
SEEEEEGURA SEU JOSÉ QUE NOSSA CARAVANA VAI CHEGAR LÁ HIEN!! 
 
 

Ainda no UDT, conhecemos outro paciente muito especial, seu nome é Marcus Antônio, mas, todos o conhecem pelo seu sobrenome, CALAZANS!! (Isso mesmo senhores, o Mágico CALAZAAANS). O Marcus nós contou que foi dar uma afrouxada na válvula do coração de tanto amor que sentia por sua amada, a Sra. Thais CALAZANS. É tanto amor meus amigos que o Marcus queria comer só metade do pirulito pra guardar a outra metade pra Thais, CÊ ACREDITA?

 

Mas, fiquem tranquilos já avisamos a Sra. Thais CALAZANS que vamos só aliviar um pouco a válvula pra caber mais amor.  EEEEITA CORAÇÃO, já dizia Zezé de Camargo e Luciano, AI AI AI AI AI ESSE AMOR .... AI AI AI AI AI ESSE AMOR ... !!!! AGUENTA CORAÇÃO!!!

  
Ah, quase me esqueci, conhecemos também outra figura, Dona Laurice (mãe da paciente Thais), que confecciona tapetes de crochê mágicos, acredita? A Thais, nós disse que foi sua mãe quem vendeu o tapete mágico pro Aladim. Depois dessa super revelação, nós compramos um tapete mágico tamanho família direto pros quintos. (OPS, 5° ANDAR). 


  


Ainda em cima do nosso tapete mágico, passamos pela UTI CIRÚRGICA que tinham 10 pacientes e pela UTI PEDIÁTRICA onde estavam 09 anjinhos.
Ao passarmos pela UTI- CORONARIANA que tinham 11 pessoas, conhecemos o grande guerreiro menino Heitor, deitado com posse de modelo e com um sorriso de galã. Heitor o desenho de um lindo diamante que ele havia feito, CÊ ACREDITA?!
Retomamos a direção do nosso tapete mágico e paramos no 6° andar, na famosa ENFERMARIA onde estavam hospedadas 34 pessoas.




Na enfermeira fomos recebidos pelo seu Arnaldo, que compartilhou conosco um valioso conselho (SE LIGUEM, MEUS AMIGOS), seu Arnaldo nós disse “panela velha é que faz comida boa”, Sábio seu Arnaldo não é mesmo? KKKK
O famoso companheiro de quarto do Sr. Arnaldo, e grande sábio era Sr. Antônio, 74 anos de pura sabedoria e malemolência meus caros. É como diz o ditado, seu Antônio dá nó em pingo d’água. Acreditem se quiser, seu Antônio disse que já teve 4 mulheres, mas que ainda que pelo menos mais 2 :O, e ainda, nós confessou que assim que sair do hospital, vai pro forrozin lá na estrutural.

 
Andando ainda no grande corredor em posse do nosso tapete, avistamos o seu Selmiro (ele mesmo, o famoso garoto propaganda do IC-DF), sabem porque? Ele nós contou que foi tomar banho e quando saiu do banheiro tinha vestido a calça do avesso e adivinhem onde estava o nome do hospital? (No PÔPÔ do seu  Selmiro Agora, ele é o oficial garoto POPOGRANDA).




Ah, pra terminar nossa visita seu Selmiro, nós contou acha que o Dr. Vagalume, pisca é na parte de trás e que essa historia de vagalume rei é tudo conversa, o que cês acham hein? (Alguém já viu VAGALUME acender o nariz?) 













Estavam presentes nessa caravana: Dr. Vagalume, Dra. SaraTudinho, Dr. Pisca-Pisca, Dra. Corujinha e Dra. Polenta.
UDT – 12 PESSOAS
UTI PEDIÁTRICA – 09 PESSOAS
UTI CIRÚRGICA – 10 PESSOAS
UTI CORONARIANA – 11 PESSOAS
ENFERMARIA – 34 PESSOAS




 




segunda-feira, 29 de abril de 2019

Visita do dia 28.04.2019

Olá, Senhoras e Senhores desse Brasilzão. Mais um domingo pra conta, logo, mais uma visita desses maravilhosos doutores palhaços dos Andarilhos do Riso, que estão sempre presentes no IC-DF atendendo os também maravilhosos pacientes. 

Tarde linda de sol e todos cheios de muita energia! (Como dá pra perceber logo a seguir...) 


Segue mais um relatório dessa visita, em clima de alta da Dr. Alta, digo, Dra Sorriso, essa que vos fala.


Começamos nosso atendimento pela UDT,  onde atendemos 11 pacientes. Conhecemos o Seu Hélio, que, muito sábio, nos disse que mais vale ter amigo na praça que dinheiro na caixa. 

Depois, nos dirigimos para a UTI pediátrica, onde havia 9 anjinhos sonolentos. Um deles, o João, um garotinho de 10 anos, adora dormir com seus amiguinhos Vingadores e fazer borboletas para dar pros coleguinhas de UTI e para as enfermeiras. Não, péra! Para as enfermeiras ele vende bem baratinho. Esse menino realmente tem espírito empreendedor.


Na UTI Cirúrgica encontramos 8 pacientes, entre eles a Dona Marluce, que deu uma bronca no Dr. Juquinha, disse que ele tá gordo mesmo, pois só come porcaria! Como que ela sabe, né!? Na UTI Coronariana atendemos um total de 10 pacientes.

Chegando na enfermaria tivemos um longo corredor pela frente com 42 pacientes. Lá conhecemos a Dona Diva, que precisa casar o neto na quarta-feira lá em Pindamonhangaba. Tivemos que falar pra equipe que quem ia casar era a Dona Diva pra ver se ela recebia alta logo.  

Logo depois conhecemos o Pedro Enrique, de apenas 6 aninhos, torcedor fanático do Neymar. Do Neymar mesmo, não importa o time que ele está (ou seria Neymar Futebol Clube?). O menino era sapeca, nos contou que adora acordar suas irmãs dorminhocas dando susto e puxando as cobertas delas. A Dra. Sorriso deu várias idéias de jerico pra ele, como jogar um baldezinho de água nas meninas hahaha mas ainda bem que a Dra. Corujinha estava lá e deu uma idéia pior: molhar apenas com um borrifador e sair correndo. Ainda bem também que o Pedro é protegido por Nossa Senhora, o Homem de Ferro, o Homem Aranha e o Buzz Lightyear.


E essa foi nossa tarde de hoje. Estiveram presentes os Doutores: Juquinha, Tchan, Frozete, Pimpolha, Corujinha e eu, Dra. Sorriso, a Dra. Alta hihi!




==============================================================


Depois desse relatório maravilindo da "Comprida", o editor pede licença porque resolveu contar um pouco mais dessa visita.

O relatório não conta, mas, pelo menos por enquanto, essa foi a derradeira visita da Dra. Sorriso. Não foram 9 dias nem 9 nove meses, mas 9 anos de dedicação aos Andarilhos até esta necessária pausa. 


Trocar lâmpada de poste sem usar escada, fazer tradução simultânea do português para o japonês pro primo do Dr Juquinha (o Dr Japinha) e fazer os pacientes receberem a alta todos os domingos foram algumas das habilidades desenvolvidas por ela durante este longo período. Mas novos projetos te chamam e, infelizmente, essa despedida se tornou necessária. É mais ou menos o que canta aquela antiga canção:

"Nesta longa estrada da vida
Vou correndo e não posso parar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar

(...)
Este é o exemplo da vida
Para quem não quer compreender
Nós devemos ser o que somos
Ter aquilo que bem merecer"

E como você mesma bem disse, "voluntária é doar amor para curar a dor do outro e, sem saber, descobrir que esse é o remédio para curar a nossa própria". Pois, voe mais alto Sorriso, exercite estas e outras habilidades e continue a ser remédio, tanto para os outros, mas, principalmente, para si mesma. Satisfação ter compartilhado as tardes de domingo contigo! Abração e até logo!