• Título

    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais

  • Título

    Um dedo de prosa sobre nossa história

  • Título

    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil

  • Título

    Divulgação, contato e apoio

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Visita do dia 12/01/2019


Muitas vezes, somente o medicamento "alegria" é capaz de curar certas dores.

o melhor da vida esta
na simplicidade
na alegria do palhaço
no sorriso da criança
no olhar terno de uma mãe
no abraço dos apaixonados
se doar sem nada esperar
fazer firulas com o destino
e no final de cada domingo saber que
valeu a pena....

Neste domingo Andarilhos do Riso, foi a  mais um dia de alegria,  gargalhas e aprendizado. Iniciando nosso atendimento pontualmente com os melhores doutores do IC-DF, cujo os nomes são:
Dra. Pimpolha, Dra. Sara Tudinho, Dra. Arco Iris, Dr. Vagalume, Dr. Tchan, Dr. Pisca Pisca, Dr. Juquinha e euzinha Dra. Chiclete.  

                                            
 Historias que o povo conta...

Seguuuraaaaaa!!!!! Que o senhor Dr. Tchan veio pra fazer o bizu, aquele que segura, amarra e segura de novo... O senhor Jovino deu aula de música sertaneja. Contou a história de como Sérgio Reis saiu da jovem Guarda, gravou  menino da porteira e fez sucesso. 


O senhor José é marinheiro, tarifeiro, cozinheiro , hahahahaha pra quem acha que master chef é correria, tem que ouvir ele dizer que comandava uma equipe de 10 pessoas pra cozinhar pra 500!!! 

Temos o senhor José Sena, que quase ganhou na mega sena  aiaiaiai, ele ficou danado por não ter ganhado, eu também fiquei rsss.... 

Jocineide é um  senhor  muito sábio,  falou que na roça de onde ele veio se morre por não comer, pois não tinha o que comer,  e na cidade grande se morre por comer, pois tudo que se come tem gordura trans e agrotóxicos,   Pense na pessoa que gosta de uma carninha com gordura e se for de porco melhor ainda. 

Dona Maria, veio do Maranhão, não ver a hora de voltar pra casa, ela não gosta da comida do hospital. falou que não tem gosto de nada e que  é sem graça, comida boa é a dela, com muita farinha. Senhora tinhosa e brava com as pessoas que lhe fazem companhia. 

AH! Vamos falar da garotinha Aline,  que não quer andar  e  também não quis papo kkkk, daí aparece o Dr. Pisca Pisca com o pirulito e ela abriu um belo sorrisão,  pensem na menina linda que logo se sentou e se mostrou interessada em outro pirulito. rsss 

Hoje não tivemos os nossos doutores músicos, mas tivemos o nosso japa Dr. juquinha, com sua viola ukulele de melancia, que fez, por sua vez, muito sucesso, hehehehe... 


Vamos falar do nosso  mágico, ilusionista e sobrenatural Dr. Vagalume aquele que brilha onde não deve.  Que performance teve ao atender 2 garotinhas,  Clara e Gema. Elas  foram fazer uma visitinha ao avô que está internado,  elas   moram no Espírito Santo e as duas nos fizeram rir muito, deram um baile no Dr. Vaga, garotinha espertas e muito lindinhas.

 
Hoje especialmente estávamos muito iluminados,  era tanta gente querendo tirar  fotinhas  que parecíamos artistas de verdade, como é gostoso se sentir especial. 

Obrigada Deus por mais um dia cheio de coisas boas, obrigada também pelo carinho dos nossos pacientes da UDT com 14, TMO com 10, UTI pediátrica com 10, UTI coronariana com 04, enfermaria com 36 e UTI cirúrgica com 1. 
 

A VERDADEIRA IDENTIDADE DO PALHAÇO É O AMOR!!!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Visita do dia 05.01.2020

E como promessa é dívida, neste domingo (05/01/2020) teve muita palhaçada, risada, cantoria e história para contar, tudo resultado da visita dos Andarilhos do Riso ao ID-DF.
Começamos visitando a Dona Marcidene e a filha, que nos contaram que adoram chocolate, isso tudo em homenagem a Dra. Cacau quem vos fala...E o gosto era pra todo tipo de chocolate, amargo, ao leite, bombom ou barra...a Dona Marcidene estava ansiosa para ir pra casa e poder se saborear com uma caixa que ganhou!!!! Convida a gente!!!!
Vimos a Dona da Paz que tinha uma televisão digna de princesa: rosa, com coroa e tudo mais...A filha dela estranhou o nome do Dr. Palito, porque já tinha dias que acompanhava a mãe e nunca viu um doutô com aquele nome!
A família da Dona Rute nos encontrou no saguão do hospital e fez questão de nos levar até ela pra cantarmos um louvor!!! E não é que a pressão dela até melhorou?! Com certeza ela ficou feliz em estar cercada pelos familiares que a amam tanto...
Pudemos visitar o Seu Jovino e a Dona Célia, casados há 36 anos. Ele nos pediu pra cantar um modão sertanejo, mas quem arrasou foi a Dona Célia! Sabia tudo que é letra, e as declarava romanticamente pro seu Jovino... isso que é amor!!!!
Não é que nos reencontramos com a Ângela, que nos contou que também é doutora na alegria?! Ela sentiu falta do nariz vermelho da Dra. Braboleta, mas entendeu que o nariz era de outra cor pra combinar com a linda borboleta ela tinha pintada no rosto.
Falando em cantoria, teve paciente que foi acompanhar nossa música no corredor, tamanha era a vontade de nos ouvir.... Dentre eles, estavam o Seu Miguel Antonio e o Seu Antonio, que dividiam o mesmo quarto. Quando chegamos lá foi um cantarejo que só: “ É o amor”... até o filho do Sr. Antonio deu uma palha no violão. 
O Seu Luiz e a esposa dele nos contaram um pouco da infância, de como era bom! Ela teve onze irmãos, disse que o pai chamava todos pelo nome nas horas da refeição, que a mesa era grande e todos se sentavam juntos...o Seu Luiz disse que sentavam no chão, com as pernas cruzadas, tanto que até hoje ele senta assim. Os dois disseram que não havia um mundaréu de comida, de roupa e de coisas como os jovens têm hoje em dia, mas que com certeza eles eram muito mais felizes!!! Com certeza era o muito amor... E quando a gente já ia saindo, o Seu Luiz nos disse que fez 80 anos, então cantamos parabéns a moda da viola...foi uma alegria que só!
Teve canção ainda para Dona Maria Salomé que tava dormindo, mas acordou pedindo música, e ela ficou tão feliz! E teve também “Terezinha, Terezinha de Jesus, não sei se tu me amas...” cantada para a Sra. Terezinha, acho que a Florentina não ficou brava...
O Dr. Tchan e as Dras. Mel e Culpada arrebentaram na coreografia, não teve criançada que se aguentou, e olha que tinha de tudo que é idade, de colo a cabelo branco!
E vocês não vão acreditar, mas as Dras. Frozete e Poleta conheceram o Seu Baltazar, ele é famoso pq sua “broba” do jardim ingá é a maior já vista, tem até vídeo! Também é comediante de mão cheia, acho que tá querendo pegar nosso trabalho!
E lá TMO tava todo mundo alegre porque a medula do seu Galdino pegou e ele já vai pra casa!!! UHUUUUUUU!!!!
Foi muito abençoado o nosso domingo, né?! Semana que vem estamos de volta..., mas antes, seguem os pacientes atendidos:
TMO – 7; UTI Cirúrgica – 3; UTI Pediátrica – 8; UTI Coronariana – 4; Enfermaria – 35
E os doutores presentes:
Dra. Braboleta; Dra. Cacau; Dra. Culpada; Dra. Frozete; Dra. Mel; Dr. Palito; e Dr. Tchan.


terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Visita do dia 29/12/2019

Adeux ano velho... 
Felix ano novo... 
Que tudo se realiza. 
No No que vai nascer. 
Muito dinheiro no bolso.
Saúde para dar e vender....



E foi nesse pique que, ao final das visitas, nos despedíamos dos nossos pacientes, neste domingo (29/11), lá do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF). Mas antes, é claro, teve muita conversa boa, risada alta e uma grande surpresa para os pacientes doidos para receber alta.

Tcharannn... trouxemos, diretamente da terra da garoa, a Dra. Sorriso, mais carinhosamente conhecida como dotôra Alta, que é sempre aguardada por todos que querem voltar logo para casa (mal sabem eles que seu poder mágico se limita somente em enxergar as coisas mais de longe, por causa dos seus quase 2 metros de altura).

Prometemos que a gente só iria se ver, novamente, no ano que vem. E para compensar essa ausência, distribuímos nosso pirulitos mágicos com sabor do prato preferido de cada um. E olha que o cardápio foi variado. Teve de cuscuz, com leite, raspa de rapadura e farinha, a buchada de bode.

Como é de praxe, demos aquela valiosa dica de fechar os olhos e imaginar o prato preferido enquanto degustavam o pirulito (com o plástico, é claro, para durar mais tempo).



Mas quero aproveitar, já que estamos fechando 2019, destacar o quanto cada um dos Paiaços do Andarilhos do Riso, aprendem nesses visitas.... o ser humano é tão incrível, que mesmo num momento delicado (onde está frágil e acamado), ainda consegue nos dar lições de vida valiosas, cheias de esperança e com humor.

Prova disso, foi encontrar a paiaça Dra. Peruca Assanhada, (formada em besteirologia na Guspe, ao lado da Uspe), que veio fazer uma troca de válvula para ficar 100% para os próximos 100 anos. E tem que dar um up mesmo, viu, pois na sua cadeira de rodas motorizada, ela atende nos hospitais da Samambaia, Ceilândia, Taguatinga, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Santa Maria e Gama. Ufa! Esse coração precisa de equipamento bão bão e a cadeira tem que ser turbo mesmo, para acompanhar o rojão dessa dotôra espoleta. Você é fantárdica, dotôra!

Também quero destacar o casal Creuza e Raimundo. Segundo seu Raimundo, Dona Creuza vai diretinho pro céu. Quando ele bebia (só nos finais de semana, e nunca a desrespeitou, que fique bem claro), ele chegava meio ruim que nem acertava a porta. D. Creuza, com toda sua paciência, pegava ele, dava banho, trocava a roupa, fazia um caldo forte que levava leite, dois ovos, quebrados e cozidos neste caldo, que ao tomar ele já melhorava e comia a comidinha quentinha e colocada no prato por ela (ela também fez questão de frisar que essa atitude é algo da criação dela e que lhe dar prazer. Nem precisava explicar, sua linda). Hoje ele está no hospital, ao seu lado, dando comidinha na boca dela, penteando seus cabelos e pedindo a Deus que sua Creuza se recupere logo e volte para casa com ele, pois sem ela, ele não fica de jeito nenhum (P.S. dava gosto ver o olhar carinho de um para com o outro. Fofos).

Tivemos o momento de filosofar também ... O seu Adailton ficou emocionado com a energia positiva que a gente tava compartilhando com ele. Filosofamos sobre o dia bom e mais coisas positivas e ele chorou... ❤

Filosofia do dia bom: todo dia é bom, porque o dia em que tudo dá certo é bom e o dia em que dá errado mostra o quanto o dia bom é bom, então todo dia é bom! 😊

Por fim, mas não menos importante, tentamos conversar com um garotinho marrento e brabo, que não queria papo com a gente de jeito nenhum... daí entendi o porque: ele estava concentrado, aprendendo manobras para dominar um boi brabo, assistindo ao seu vídeo o Melhor da Vaquejada 2019. Era cada laçada que até o Boi Bandido ia ficar com medo de entrar na arena. Daí fizemos um acordo. Se ele desse um sorriso a gente dava um pirulito e íamos embora. Ele quase sorriu, mas rapidamente se lembrou que devia manter sua fama de marrento e logo estendeu a mão para receber o presente e virou o rosto para esconder o sorriso. A gente saiu - fazendo de conta que não tinha visto aquele sorrisinho maroto - falando que semana que vem se saísse o sorriso ele ia ganhar dois pirulitos. Ele quase deu uma gargalhada, mas sabe como é né. Tem que manter a reputação de vaqueiro.

E eu sai cantando: "O meu vaqueiro, meu peão, conquistou meu coração. Na Pista da paixão... valeu boi! Já vem montado em seu alazão. Chapéu de couro, laço na mão. Seu belo charme me faz cantar.... (tô com essa música na cabeça até agora 😄 ).

As visitas de hoje foram realizadas pelas: Dra. CORUJINHA; Dra. FRÔ; Dr. MELÓDICA; Dra. PIMPOLHA; Dra. POLENTA; Dra. CHICLETE; Dra. ARCO-ÍRIS; Dra. RISONHA; Dra. SARA TUDINHO e Dr. PISCA-PISCA. Encontramos 32 coleguinhas na Enfermaria, 6 na TMO, 2 na UTI Cirúrgica, 9 na UTI Pediátrica e 8 na UCO.

E promessa é dívida: em 2020 estaremos ai com vocês, para muitas tardes de domingo doce, musicais, mágicas e piadas contatadas pela metade, né Dra. Polenta? Mas, por favor, não precisam esperar por nós... se receberem alta é só deixar o endereço com as enfermeiras que a gente vai encontrar com vcs na comemoração da vida!!!!

Beijinhos cheios de carinho da Dra. Corujinha.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Visita do dia 25/12/2019

Olá, amigos!


Então, é natal! E o que você fez? Brincadeiras no IC-DF mais uma vez.
Ontem foi nossa visita especial de natal!
Dia de cara limpa, mas de mãos cheias de presentes!


Não teve Papai Noel do Pólo Norte, mas teve Doutora Rapunzel voltando de um Reino distante e destoante. 


Os Andarilhos ligaram dizendo: “Vou pedir pra você ficar. Vou pedir
pra você voltar”, e ela veio sorrindo, pra vê-los cantando. Porque, minha gente, “quando a gente ama não pensa em dinheiro, só se quer amar se quer amar se quer amar”.

Cantamos tantas músicas que até o nosso especial de natal foi mais elogiado que o daquele moço, o Beto Carlos. Não teve Simone cantando “Então é natal”, o que já é um presente por si só, mas tiveram garrafinhas de água, fones de ouvido, passaportes pra Paris(cida) de Goiás, brinquedos e, claro, muitos e muitos dos nosso tradicionais pirulitos importados de Roma(ria).


Coisa boa demais que é ver e rever esse povo todo ajuntado nesta data especial.
Ficamos menos bonitinhos sem nossos narizinhos vermelho, mas quem não tem trenó, voa com vassoura. Não, péra, isso é coisa de dia Dia das Bruxas. Quem não tem trenó, voa de 14 Bis, porque a gente não tem dinheiro pra comprar jatinho particular ainda não. Quem sabe ano (século?) que vem, né?!


Estavam presentes nessa bagunça-organizada os duendes (também conhecidos como doutores): Brigadeiro, Cacau, Cenourinha, Culpada, Fofuxa, Frô, Palito, Rapunzel, Risonha, Tchan e Vagalume.

Visitamos 6 ajudantes de Papai Noel na TMO, 16 renas do nariz vermelho na UDT, 10 presentinhos na UTI Pediátrica, 8 apaixonados por uvas passas na UTI Cirúrgica, 8 comedores de rabanada na UTI Coronariana e 31 tios e tias do pavê na enfermaria.

Como disse Tim Noel Maia, “acontece que na vida a gente tem que ser feliz por ser amado por alguém”, então, amigos, fica aqui todo o nosso infinito amor por vocês e os nossos votos renovados de boas festas de fim de ano!


Um beijo sabor maça na maionese,

Dra. Rapunzel

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Visita do dia 22/12/2019


Se eu sêsse uma Braboleta das asa dourada...aôô buteeeco, aqui quem vos fala é a Dra. Braboleta. 


Essa música aí é do tempo que nem projeto de casulo eu era, mas foi o que inspirou a Braboleta a ser Braboleta. 
Chega de prosa e vamos ao que interessa, a cor das asas da Braboleta...hã? Não gente, a visita dos Andarilhos neah? Ah é...é que Braboleta é avoada, de verdade. Tudo começou...há um tempo atrás. Pelo amor, Braboleta...foca.
Bora.
Nosso elenco desse domingão reuniu as Doutoras Braboleta, Cacau, Frô, Frozete, Mel, Alegria e os Doutores Brigadeiro, Cenourinha e Pitomba.


O atendimento da palhaçada começou na companhia de Dra. Cacau e Dr. Pitomba, conhecendo o Jean na UTI Pediátrica, que estava cafungando um vaporzinho mas logo foi pro colo da tia pra ver que movimentação era aquela numa tarde de domingo. Era a gente levando pirulito pra UTI.

Oi? Pirulito? Jean estava #chateado com o episódio do vaporzinho, mas aí a gente proseou, falamos de um agradinho mas que só ganharia se ele mostrasse que tinha língua pra chupar o pirulito. Não deu outra...mostrou a lingueta e ainda de presente ganhamos um sorrisão dele. Benza Deus...já valeu nosso domingo.


Estava só no começo, minha gente. Depois conhecemos o Felipe. Caso antigo e bem falado nessa trupe de Andarilhos. De início, achamos que o transplante tinha sido de língua ou que o gato tinha comido ela porque ele só balançava a cabeça dizendo “sim”ou “não”. Descobrimos que o bicho que ele mais gostava era maritaca. Pera, maritaca é aquele bicho que não cala a boca né? Maritaca não tava combinando com Felipe “boca de siri”...aí, veio o pirulito. Êta pirulito milagroso esse. Foi quando destampou a falar e descobrimos que foi ele mesmo quem falou que a Dra. Culpada não era sempre culpada coisa nenhuma. Ah, no corredor ele ofereceu o lanche, “dez real cada”. Fiz os cálculos, mas achei que uma manga picada e um suco de laranja por R$ 20,00 era exploração...preferi continuar filé de braboleta mesmo.

Teve Kevin e não Kevinho, com uma noiva linda pajeando 24h e pensando: “ai de você não marcar esse casamento quando sair desse hospital”. Fizemos pressão pra nos chamar pro casório mas não sentimos muita firmeza no compromisso.

Teve seu José de Jataí. Lá Dra. Braboleta se achou. Teve prosa adoidado, porque Jataí é a cidade da família dela (Braboleto Pai e Braboleta Mãe) e foi onde Juscelino Kubitschek subiu no palanque e disse que construiria Brasília. Agora você leitor vai olhar pra Jataí com outros olhos, neah? Seu José estava com dois acompanhantes...a filha e o genro. Dr. Cenourinha convidou o genro pra ser palhaço e ele tava até topando quando foi vetado pela esposa a usar o batom vermelho. Mas gente, qual o problema, palhaço é isso! Pera...é que Dr. Cenourinha pegou pesado...disse que o batom só podia passar através do beijo dele. Foi aí que perdemos a chance de ganhar um integrante...mas seguimos.

Conhecemos Dona Márcia que não quer sair do hospital de jeito nenhum, porque lá tem gente bonita que nem a gente, ganha comida na boca e não precisa lavar roupa nem limpar a casa. Quem não quer esse vidão?

Já Dona Marli vai colocar um viaduto chamado Pitombinha, porque ponte é coisa do passado. Viaduto com iluminação LED e sensor de presença, pro fluxo ficar 100% e suave na nave. No viaduto, aliás. Depois do viaduto, batom vermelho e saia pro forró estão garantidos.

Seu José anda mais que notícia ruim, contou que é de Natal, mas morou em SP, vendia cocada no carnaval e ganhou dinheiro bom, depois veio para o Gama, morou no Paraguai, levou tiro lá e que adoraaaa carnaval e não perde um!

E por fim conhecemos o Hugo, que veio lá de Minas Gerais com a família toda e uma mala bem grande. Podia ser cheia de pão de queijo, mas era de roupa do Hugo Filho, Huga mãe e cia. Prometeram trazer pão de queijo RECHEADO pra gente no domingo que vem. Mas é pra Dra. Braboleta e Dra. Cacau, apenas, viu seus palhaços?

Nesse domingo encontramos 38 coleguinhas na Enfermaria, 6 na TMO, 8 na UTI Cirúrgica, 9 na UTI Pediátrica e 11 na UCO.


Deixo um carinho das asas da Braboleta, Petit Petit, Perna de Pau e até a próximaaaa!!!

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Visita do dia 15/12/2019


Boa tarde senhoras e senhores!


Aqui é a Dra Pimpolha que faala... Vim avisar que hoje o domingo, dia 15/12/19, foi bem agitado, fizemos várias visitas e estamos cheioos de histórias!
 
Já estamos quase no Natal, e uma das primeiras coisas que vem na nossa cabeça é a imagem do Papai Noel! E para não nos decepcionar, no IC-DF, contamos hoje com a ilustre presença do seu João. Ele já tá com a barba bem branquinha e grande esperando o grande momento de fazer as entregas dos presentes... eu e Dra Sara Tudinho esperamos que ele não esqueça da gente na noite de Natal ein! Hehehehe
Hoje podemos conversar mais um pouquinho com o seu Francisco e sua querida esposa! Pensem numa prosa boa... Ele até adiou a hora do banho pra gente colocar o papo em dia. Valeu a pena né, seu Francisco?!

Falar em papear, hoje eu estava muito tagarela! Pena que seu Ubiratan estava medicado e não pode conversar com a gente, mas isso não foi problema. A esposa dele estava lá cuidando dele e nos prometeu que domingo que vem ele estará bem, e que vai contar muita piada pra gente! Estamos torcendo pra que ele melhore em breve!!
Agora pensem numa pessoa engraçada... Acertou quem chutou a dona Creusa! Sim sim sim... ela roubou nossa atenção com a simpatia e as histórias! Ela disse que a noite tem vários sonhos doidos, e que quando acorda ela acabou tirando os curativos e tudo mais! Nos divertimos bastante, mas não pode fazer isso não dona Creusa hahahaha
Depois conhecemos o seu Antônio, que está aguardando para trocar a fiação do marca-passo. Mas me digam uma coisa... Ele não deveria procurar era um eletricista?! Ixe, não sei não, mas a gente deu essa dica pra ele!
E hoje foi um domingo mais que especial! Hoje é aniversário do seu Adauto, e claro que fomos lá conferir! Teve até troca de presentes, com direito a muito carinho da família toda! Feliz aniversário seu Adauto!
E a criançada esteve super presente também. Victor Hugo fez de tudo um pouco, cantou, viu todas as mágicas que o Dr Tchan e Dr Berinjela sabiam fazer, soprou bolinha de sabão, se divertiu bastante! 

E o pequeno Felipe também estava com a gente hoje, e ele foi bem bonzinho com a Dra Culpada. Ele disse que nem sempre a culpa é toda dela, mas será Dra Culpada?! Achamos que não hahahah
Por hoje é isso meus queridos! Por um domingo abençoado e muita saúde pra todos nós!
Domingão que vem estamos de volta, e segue os pacientes atendidos hoje:
TMO – 10 pacientes
UTI Cirurgica – 9 pacientes
UTI pediátrica – 9 pacientes
UTI Coronariana – 10 pacientes
Enfermaria – 44 pacientes

E os doutores presentes hoje:
Dra Pimpolha
Dra Sara Tudinho
Dra Baiana
Dra Culpada
Dr Palito
Dr Pisca Pisca
Dr Tchan
Dr Berinjela

Beijos da Pimpolha!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Visita do dia 08/12/2019


Olá, amiguinhos e amiguinhas!

Como vocês já sabem, domingo é dia de muita alegria e palhaçada lá pelas bandas do IC-DF, e neste último dia 8 não poderia ser diferente!


O atendimento dos doutores palhaços mais charmosos do quadradinho começou pontualmente às 15 horas.
A tarde começou cheia de emoções com Seu Ornelson, que trazia no seu gorro e fazia questão de pedir para todo mundo ler a frase “Jesus te ama” e disse, muito emocionado, que tem certeza que irá passar a ceia de Natal em casa com sua família por causa disso, porque ele é muito amado.
Depois, para animar a UTI coronariana, seu Francisco bateu um papo muito bacana com a gente, acompanhado de sua esposa, dona Hosana, goiana que fez ele parar de comer comida nordestina e se apaixonar por pequi, literalmente. Seu Francisco mora em Ceilândia, toca vários instrumentos e convidou Dra. Baiana para ir até sua casa em “Ceilondres” para tomar um café com mentira - o biscoito de polvilho que em Barreiras chama “pombo maroto” - e nós soubemos disso através da Josefa, outra paciente maravilhosa que aguardava sua alta, feliz da vida!


Falando em Ceilândia, o hospital estava recheado dessa “galera massa, sangue bom, moleque-doido correria, cê tá ligado?!” (palavras de seu Francisco, já mencionado). Conhecemos o José, que fez a segunda cirurgia de troca de válvula, mas disse que escolheu agora a marca certa, porque a anterior foi “enganação do encanador” – quase um trava-línguas! Ele disse que brinca com as situações da vida, porque assim se leva a vida melhor. Eita, quantas grandes lições o grupo Andarilhos do Riso aprende com essas pessoas!

Aparecida, nossa amiga e chegada que também é ceilandense, estava muito feliz na visita, porque está perto de voltar para casa, e riu muito com as palhaçadas do seu grande amigo, o Dr. Cenourinha e sua gravata de Elvis, que ela fez questão de observar e dizer que é fã.

Saindo das imediações do quadradinho do DF e partindo para Goiânia, conhecemos seu Valdeci, que foi casado por 29 anos, e disse que agora que separou, mora sozinho numa chácara “pertim” de Goiânia, e que não casa de novo nem se for processado. Ele disse que seu grande sonho é montar um grande harém, Are Babaaaaa!
Segundo ele, caiu na rede, é peixe!
Perguntado se na sua chácara tem “muito peixe”, ele disse que só tem daquela espécie que não respira fora d'água!

O grand finale da tarde ocorreu no encontro da Dra. Polenta com seu Adauto, que lhe perguntou: “de que lado fica a asa da xícara?” e ela acertooooooou quando respondeu que fica do lado de fora, oras!

O encontro foi fechado com chave de ouro pela Dra. Corujinha, que não levou pizza pro paciente Hugo, e ele disse que só deixaria o grupo Andarilhos do Riso ir embora, se cantasse “infiel” para ele. Missão dada, missão cumprida! Aqui, até a sofrência é garantida com amor e alegria!


Para brincar e se divertir com 17 pacientes na UDT, 9 na TMO, 10 na UTI Coronariana, 6 na UTI Cirúrgica e 39 na Enfermaria contamos com o Dr. Cenourinha, Dr. Palito, Dra. Risonha, Dra. Corujinha, Dra. Polenta, Dra. Chiclete, Dra. Nanica, Dra. Culpada, e eu, Dra. Baiana.

Por hoje é só, pessoal!

Beijos de nariz vermelho e até já!