• Título

    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais

  • Título

    Um dedo de prosa sobre nossa história

  • Título

    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil

  • Título

    Divulgação, contato e apoio

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Visita do dia 25/12/2018





É natal, sinônimo de festa e harmonia;
No nosso querido Instituto de Cardiologia;
E os andarilhos lá estavam, desejando com muita simpatia;
Saúde... Paz... Esperança... Fé... Amor... e Alegria.


  
Na equipe estava a Dra. Sara Tudinho, que entregava os presentes;
Juntamente com o Dr. Berinjela, sempre feliz e contente;
Fazia dupla com a Dra. Corujinha, que com muito amor e sorridente;
Ajudava o Dr. Vagalume, a distribuir alegria para toda a gente.




Neste lindo dia de natal, distribuímos nosso amor e carinho para 10 pacientes na UTI Pediátrica, 9 na UTI Cirúrgica, 8 na UTI Coronariana, 13 na UDT, 15 pacientes na Enfermaria e 45 enfermeiros, médicos e amigos que realizam este maravilhoso trabalho no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal - IC/DF.


Feliz Natal para todos, com luz de nariz...

VAGALUME.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Visita dia 23/12/2018



Oláaaa, gente linda! Como é que estão os leitores mais especiais da nossa jornada nacional, internacional, intercontinental e interespacial? Ah, que bom! Também vamos muito bem, obrigada. J Quem vos fala é a Dr. Estrela, que chegou cheia de fofocas pra dividirmos. 

Só não podemos deixar a dona Genilza saber, porque ela foi parar no IC fugindo das vizinhas fofoqueiras. Ah! Falar em vizinho, vocês sabiam que no dia 23/12 é o dia do vizinho? E apesar das fofoqueiras de plantão, a dona Genilza tem uma vizinha, que a estava visitando em plena tarde de domingo, véspera da véspera de Natal!!! Essa foi para salvar a vizinhança!
Ao andar um pouquinho mais à frente do quarto da dona Genilza, encontramos um baiano chamado Marcus, que veio morar em Brasília e está pensando se volta para sua terrinha e leva a dona Célia, seu “amorzinho”, como ele a chama. Lá também estava seu filho, cuidando das fiações da TV. Se vocês precisarem de uma ajudinha ai na casa de vocês, chamem um profissional, porque ele estava todo atrapalhado, se embolando nos fios tudinho.
Seguindo caminho, vocês não acreditam com quem nos deparamos... Nada mais, nada menos que o senhor Odílio, descobridor do Brasil e aquele que ainda ajudou a trocar umas fraldas de Brasília! Que Pedro Alvares Cabral, que nada... O Pedrinho enganou os historiadores e roubou toda a fama e mérito do senhor Odílio.
Por falar em gente famosa, vocês conhecem a Vanessa da Mata? Visitamos hoje a dona Maria da Mata, possível prima da cantora, que faz um pão de queijo delicioso, em tamanho jamais visto antes. Nem que você complete suas 2 mãos em formato de círculo aberto, irá imaginar quão grande ele é.
Quem é acompanhante fiel aqui, sabe como nossos pacientes rendem muitas histórias interessantes e divertidas. São tantas, que ficaríamos até a próxima visita fofocando, ops. Conversando hahaha. Pra nossa próxima reunião tragam uns biscoitinhos e um suquinho, porque nas visitas não tem saído nem um chazinho dos pacientes...
Nosso atendimento nesse domingo (23) contou com as doutoras: Estrela, Frozete, Polenta e Rapunzel. E com os doutores: Juquinha e Pitomba.
Nossos pacientes visitados foram:
13 UDT
7 na UTI Coronariana;
9 na UTI cirúrgica;
10 na UTI Pediátrica;
11 na Enfermaria 
O grupo Andarilhos do Riso agradece a companhia e deseja a todos um Natal cheio de amor, esperança, alegria e bondade. Que o amor dos nossos doutores e seguidores se espalhe por todos os lugares e cure qualquer coisinha que nos atrapalhe de viver mais felizes e gratos! Um cheiro no cangote e até a próxima! ;)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Visita do dia 16/12/2018

Olá, turminha boa, que alumia nossos dias!



Esse domingão, de solzão e calorzão, foi legalzão com os doutores palhaços, de nariz vermelho, pé de chulé e animação de muitão (não rimou mas tá valendo hehehe).

Os nossos pequeninos guerreiros, da UTI Pediátrica, sempre nos surpreende com sua força e esperança. Ontem o Pietro estava serelepe, na companhia da mamãe e do vovô. Fez a gente adaptar uma música, na hora, mudando o sapo para a tartaruga de Unaí 😂. Sim ela tinha, inclusive, endereço.

E a Linda Ana Júlia, que nos fez cantar a galinha pintadinha, quase ficamos sem voz. Mas é claro que não deixaríamos de cantar: "Ô Ana Júuuuuuliaaaaa.....". Mas ela, mesmo, só abriu a boca para continuar comendo sua deliciosa melancia (mais gulosa que a Magali). Foi literalmente um lanche musical.

E vocês acham que só as crianças são arteiras?! Nan, nan, nin, nan não... passamos no quarto do Sr. Francisco Cândido, para saber o porquê desse homem não querer ir embora. Vocês acreditam que ele quer ficar no hospital na boa, deitado e comendo.... porque a comida é uma delícia, e o pessoal é muito legal!!! Esse pessoal do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal - ICDF, são fantárdigo mesmo, e nós também, né 😉. Mas tem que ir pra casa, Seu Francisco. A gente quer ir comer aquele frango com pequi na sua casa.




Nesse plantão, as visitas foram realizadas pela Dra. Sara Tudinho (de uma meiguice gigante que a gente nem sabe como cabe nesses 1'50 de altura); a Dra. Corujinha (sempre atenta, sorridente e cheia de esperança de ganhar um pão de queijo na hora do lanche); a Dra. Dory (igualzinha a peixinha que esquece as coisas, mas a sua alegria, simpatia e fome, sempre afloram toda vez que entra em um quarto); a Dra. Estrela (que irradia os quartos, quando entra, com seu sorriso espontâneo e seu carinho no olhar).

Não, não haviam só doutoras, a equipe também contou com os atendimentos barulhentos: do nosso cantor, compositor, instrumentista e mágico Dr. Berinjela (com seu Ukulele e todo seu repertório musical, de piadas e sorriso com todos os seus 60 dentes 🤔😊); e tem mais.... Dr. Tchan (a luz da passarela, que pega na cintura e pega no compasso, e que entra no quarto tirando a cadeira pois sempre acha que é hora de quebrar tuuudo. Tu tu tu pahh); e por fim, não menos importante, o nosso Dr. Vagalume (também conhecido, como chefe, o mágico dos Mágicos - não, não é o Mister - o tutor da mascote do grupo, nossa querida Filomena - a Filó - que a gente pode dar um duplo carpado, mas na hora que ela dá a primeira cacarejada rouba toda a atenção).

Foi assim que fechamos nosso domingo ensolarado e cheio de histórias inspiradoras que, cada dia, nos estimula a voltar mais vezes para fazer o bem sem olhar a quem.
Atendimento: 09 pacientes na UTI Pediátrica,
                    03 pacientes na UTI Cirúrgica,
                        08 pacientes na UTI Coronariana,
       16 pacientes na UDT e
               19 pacientes na Enfermaria.



Até a próxima. Um beijo na ponta do nariz!!!

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Visita do dia 9/12/18


Foi um domingo bem alegre e produtivo:
Do nosso querido grupo de Andarilhos;
As novatas terminaram com alegria;
Mais um curso de luz e sorrisos.

Todos os Doutores e Doutoras com o sorriso que não cabia no rosto;
Feliz e muito disposta a levar uma energia aos nossos pacientes que lá se encontravam;
Sarando quem encontravam;
Com muito abraço sorridente.

O doutor Cenourinha estava presente;
Sempre alegre e com um astral radiante;
Com um carinho contagiante;
Parecia um cenourinha;

Tivemos a entrega do Certificado as novas Doutoras do Andarilhos do Risos que agora faz parte dessa equipe abençoada, algumas não puderam estar nesse dia tão especial, com certeza foram lembradas por todos nós.

Parabéns Dra. Esperança


Parabéns Dra. Frozete


Parabéns Dra. Cory


O grupo ainda contou;
Com reforço da Dra. Alegria;
Que nos encantou com sua alegria e alegrou;
Aquela tarde tão singela.


Tivemos a presença da nossa Dra. Polenta, que alegrou nosso Domingo com o seu pandeiro;
A doutora toda Fofa;
Conhecida como Fofuxa;
Animou tanto os pacientes como todo o grupo.

Tem até doutor Pitomba;
Conhecido como Dr. Pitomba mesmo;
Alegrou o nosso Domingo.

O doutora Estrela lá estava;
Com seu belo sorriso
Encantando os nossos pacientes.
E as nossas lindas e simpáticas Doutoras, Esperança, Frozete, Cory, obrigada a todos.

E assim, meus queridos leitores deste relatório, foi a nossa tarde de domingo, atendendo 08 pacientes na UTI Pediátrica, 04 na UTI Cirúrgica, 09 na UTI Coronariana e 24 pacientes na Enfermaria.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Visita do dia 02/12/2018





  
Este domingo ficou pra história;
Do nosso querido grupo de andarilhos;
As novatas terminaram com alegria;
Mais um curso de luz e sorrisos.

A doutora Sara Tudinho lá estava;
Feliz e muito contente;
Sarando quem encontrava;
Com muito abraço sorridente.

A doutora Pimpolha estava presente;
Sempre alegre e animada;
Com um carinho contagiante;
Parecia uma fada encantada.


Tem até uma doutora;
Que nem nome ela tem;
Sua energia é tão encantadora;
Que não ter nome lhe faz muito bem.

A doutora Corujinha, chegou pra arrasar;
Com seu olho sempre aberto;
Não deixa nada passar;
Conheceu o seu Alberto e agora vai casar. 

O grupo ainda contou;
Com reforço do Berinjela;
Que cantou e alegrou;
Aquela tarde tão singela.


A doutora toda Fofa;
Conhecida como Fofuxa;
Animou tanto a criançada;
Que parecia a querida Xuxa.

Tem até doutor japonês;
Conhecido como Juquinha;
Não sabe falar português;
E nem pular amarelinha.

O doutor Vagalume lá estava;
Com seu nariz que não acende;
Com suas mágicas ele encantava;
Os nossos lindos pacientes.

E assim, meus queridos leitores deste relatório, foi a nossa tarde de domingo, atendendo 10 pacientes na UTI Pediátrica, 08 na UTI Cirúrgica, 10 na UTI Coronariana, 15 na UDT e 19 pacientes na Enfermaria.


Forte abraço, com luz de nariz para todos.

VAGALUME.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Visita do dia 25/11/18

E aí, moçada, como vai essa força?

Como o mundo dá voltas não é mesmo? Por isso que o Dr. Juquinha tá aqui de novo escrevendo o rela dos Andarilhos do Riso pra vocês.



Por falar em "o mundo dá voltas", vocês conhecem a banda CPM 22? Fizeram muito sucesso no início deste século e uma das músicas deles que mais tocou nas rádios tinha esse nome e o vocalista era conhecido como Badauí.

Mas por qual motivo eu tô falando tudo isso? Vou dar uma dica: adivinha quem a gente encontrou no IC-DF este domingo? Pois é minha gente, não foi ninguém dessa banda nem de nenhuma outra banda. Falei só pra vocês pensarem que tinha algum outro artista além da gente... hehehehe.

Quem a gente encontrou mesmo, foi o Leonardo. E aqui tem um enigma a ser resolvido. A mãe dele, ao dizer que ele era seu filho afirmou: "Quando o fogo nasceu, a fumaça já estava no mundo"... Alguém aí consegue desvendar o enigma?

Enquanto vocês vão pensando sobre esse enigma, preciso contar outra coisa para vocês. Até umas semanas atrás, parece que os pacientes estavam de greve, tanto que tinha pouca gente nas UTI's... não sei se foi por causa da Black Friday, esse domingo as UTI's estavam apinhadas de gente... Em compensação, na enfermaria, novinha em folha depois da reforma, ainda estava pouco ocupada... Mas o importante é que todos estavam em plena recuperação.

E foi assim que atendemos 18 pacientes na Unidade de Dor Torácica, 10 na UTI Cirúrgica, 8 na UTI Coronariana e 9 na UTI Pediátrica, além, é claro, dos 16 pacientes da Enfermaria.


Estivemos presentes as Dras. em formação, Estrela, Esperança, Frozete e Cory, e a Dra Rapunzel além dos Drs. Pisca-Pisca, Cenourinha, Pitomba, Tchan e eu, Juquinha.

Ah, já ia me esquecendo do enigma: segundo relatos, a mamãe do Leonardo, é mais nova que ele.... entenderam, entenderam? Fogo, fumaça..? Agora, como isso é possível, você só confere sexta-feira à noite, no Globo Repórter.

domingo, 18 de novembro de 2018

Visita do dia 18/11/2018


Felicidade é um trem mais bão que pão de queijo.
Sempre achei.
Mas moço, por que é que Fofuxa vai começar esse relatório dizendo de felicidade?

Porque hoje foi dia de ficar assim,
Feliz feliz!

Mais feliz que nós tudo junto, foi a felicidade do Seu Adaílton, que a gente encontrou na UDT. Daílto (pra mim que sou íntima) caiu tanto na risada depois que recebeu a visita da Dra Sara Tudinho que eu acho que ele acabou foi ficando com aquela virose, a do Riso Frouxo.

Mas sim, hoje foi dia de levar felicidade pra todo mundo do ICDF!
Isso porque entramos na onda de um movimento lindíssimo chamado Doe Sentimentos Positivos, que entrega mensagenzinhas de amor em corações amarelos por onde passa.



É claro que estávamos cheios de corações para deixar com todo mundo!

Inclusive pra turma que acabou de trocar os óio do coração lá na UCO, e já estava emendando o forró para aproveitar os ânimos.
Seu José quem organizava o processo lá naquele andar. Do alto da sua suíte, Zé monitora todo o funcionamento daquela UTI, e ajuda no assessoramento da chefia, mandando relatórios diários ao diretor sobre avaliação de desempenho dos funcionários.
Que bom que ele logo me disse, porque aí consegui fazer uma média (que me custou váaaarios pirulitos) para manter meu emprego. Ufa!

Já na enfermaria, encontramos nossa maior fã, Dudinha, que logo nos convidou a ir prosear na casa dela. E prosa vai, prosa vem, Duda nos ensinou a dar cambalhotas e a alongar a coluna, pra curar esses problemas de junta (tudo e joga fora) que a gente que é de meia idade tem.

Passamos rapidinho, também, no ninho de amor do Seu Arnaldo, que tava ensinando a gente a fazer crochê e a arrumar um marido. Ele ainda tem fé que eu desencalho antes do ano novo, embora eu já não esteja tão animada. Vai vendo!

No total, foram 2 corações atendidos na UTI cirúrgica, 9 abraçados na UTI coronariana, 10 aconchegados na UTI pediátrica, e 20 afagados nas enfermarias do 6o e 11o andar.



Bateram o ponto nessa tarde a Doutora Mais pra Lá de Bonita que Aqui vos Fala, Dra Fofuxa, o Doutor Mais pra Lá de Feio (mas é Limpinho) do Grupo, Dr Berinjela, e nossas pupilas, doutoras em formação, Cory, Cigarra, Sara Tudinho e Pimpolha (ela tá dançando, gentes! PS: um abraço especial para o Tchan, de quem tenho saudades).

Outro abraço vai para a Doutora Alta, digo, Sorriso, que foi muito requerida hoje. Desejamos melhoras para o seu problema de piriri (falei para não comer tanto pequi!).

Abraços fofíssimos!
Até breve :)

(Segue lá! @andarilhosdoriso)

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Visita de 11/11/18



Mais uma domingueira cheia de amor pra dar com os Doutores Palhaços (mais palhaços que doutores) deste quadradinho chamado Distrito Federal. Só pra ter ideia de quanto amor distribuímos, nesta última visita tivemos 5 amados na UTI Cirúrgica, 7 adorados na Coronariana, 9 amorzinhos de primeira viagem na UTI Pediátrica e mais 23 paixões na enfermaria!

Pra este domingo, a escalação de palhaços contou com o grande goleiro Dr. Vagalume, o zagueirão Dr. Juquinha, o volante Dr. Cenourinha, a meia Dra. Alegria, o lateral Dr. Tchan e no ataque as estagiárias Aline, Cibeli, Ester, Fernanda e Tuane.



De cara, já encontramos dona Iris que tava morrendo de saudade da gente e voltou só pra nos rever. Aproveitou pra fazer um check-up, claro. Mas o motivo real era saudade da gente e do nosso pirulito delicioso.

A dona Ivonilde disse que ainda não tá com saudades, mas que já tá pronta pra ir embora e, aí sim, sentir nossa falta. Ainda bem que ela mora pertinho, ali na Cidade Ocidental, dá pra gente ir andando visitá-la!

Até porque, se a gente pegar ônibus até lá, corre o risco de encontrar o Gerson, ex-plantador de repolho, que contou que sempre esperou pra estar bem no meio do ônibus lotado pra soltar um pum. Segundo ele, isso é democracia. Dividir o cheiro igualmente pra todos os passageiros. Eu achei justo...

Assim foi mais uma goleada de amor desses Andarilhos. Até domingo que vem!!

Um beijo de nariz vermelho do Dr. Tchan!

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Visita do dia 04/11/2018



Vamos lá meu povo, para mais um relatório das nossas atividades de domingo...

Para começar a brincadeira, a palhaçada e principalmente a bagunça, porém organizada, formamos quatro duplas de dois, prontos para espalhar aquela conhecida alegria geral...


Nunca vimos tanto leito vazio, os pacientes estavam em greve ou esconderam da gente... A ausência foi grande, acho que na verdade eles ficaram sabendo que o Dr. Berinjela não atenderia e se recusaram a nos receber sem violão.

Ficamos felicíssimos com a melhora de algumas crianças da UTI pediátrica e pela alegria de dois amigos transplantados, que estão se sentido adolescente novamente com seus corações novinhos, semana que vem terão alta, já vai se preparando Dra. Sorriso!!!

A galera está aproveitando de nós doutores da palhaçada, toda hora é uma foto, verdadeiros paparazzi, disfarçados de enfermeiro, médico, acompanhante, visitante, etc, por todo lado, o tempo todo, querendo ficar famosos e bonitos nas nossas fotos, difícil essa vida de estrela viu...

Encontramos de tudo neste domingo, até um casal que se conheceu em uma alfaiataria e depois de certo tempo, com uma costura ali, outra acolá, já sabem no que deu né!!! Isso mesmo, se enrolaram e estão amarrados, juntos, unidos e tricotados a mais de 40 anos.

E assim foi nosso domingo, com os Andarilhos mais animados do IC, Dr. Tchan, Dra. Rapunzel, Dr. Juquinha, Dr Vagalume, Adriana, Amanda, Jeanne e Mayra, que atenderam com muita alegria e disposição, 10 pacientes na UTI Pediátrica, 10 na UTI Cirúrgica, 02 na UTI Coronariana, 10 na UDT e 22 pacientes na enfermaria (14 no 5º andar e 8 no 11º andar).

Forte abraço, com luz de nariz para todos.

VAGALUME.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Visita 28/10/2018

Chegaaaaaamos! Os palhaços doutores, doutores palhaços mais envolventes desse cerrado. Aqueles que alegram o seu domingo e deixam a usa preguiça pós almoço de lado! Isso mesmo, nós somos os Andarilhos do Riso!!!



E com vocês: Ao centro temos com toda a sua simpatia e camaradagem, o Doutor Cenourinha, ao seu lado vemos a viajante da equipe, a própria Doutora Fofuxa. No canto esquerdo temos o Doutor Juquinha, o mais sapequinha. Ao fundo com seu bigode grosso, o nosso queridíssimo Doutor Pierre, juntamente com Doutor Pisca Pisca, com ele ninguém arrisca. Por fim, o pequeno girino torto a direita, conhecido como Doutor Pitomba. Não podemos esquecer dos nossos iluminados estagiários, nesse domingo tivemos a presença de cinco deles.

A cada domingo temos a chance de escutar todo tipo de história, desde as de superação até mesmo aquelas engraçadas de rolar no chão. Conhecemos um senhor chamado Antônio, ele estava sentado em sua cama olhando tudo ao redor, um pleno observador. Perguntamos se ele estava observando a vizinhança e ele confirmou dizendo que era importante saber o que acontecia no hospital. Será um fofoqueiro de plantão? Hahahaha


Depois conhecemos o seu Laurindo, estava acompanhado da esposa e então aproveitamos a chance pra dizer que havia um GPS no coração dele, então entregamos o seu Laurindo a sua esposa dizendo que ela saberia todos os lugares onde ele iria, foram risadas e mais risadas. Seu Laurindo gostava muito de conversar e ainda disse que era difícil tomar banho com a água fria logo pela manhã, nós entendemos o senhor rsrsrsrs não é nada fácil.

Com a Dona Genilsa descobrimos o significado de sinceridade, ela estava acompanhada dos filhos gêmeos e nos disse que foi muito bondosa com o marido e fez com que um nascesse com o rosto do pai e o outro com o da mãe. Não é uma graça essa mulher? Egoísmo não é com ela.

Por fim encerramos o dia com um sentimento que compartilhamos profundamente com a Evellyn, uma linda princesa de 11 anos de idade. Conversa vai e conversa vem e ela nos disse que queria muito, maaaaas muito uma pizza. Entendemos você pequena, como entendemos hahaha. Gulosinha essa Evellyn.

Assim terminamos mais um dia abençoado, repleto de risadas. Grato por fazer parte dessa equipe, a cada visita um novo aprendizado.



Foram atendidos 12 pacientes na UDT (Unidade de Dor Torácica), 11 na Unidade Coronariana, 6 na UTI Cirúrgica, 9 na UTI Pediátrica, 14 no 6° andar e 13 no 11° andar.


Aqui me despeço, até a próxima.
Pitomba.






segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Visita do dia 21/10/2018


Olá Meu Povo, mais um domingão, bão!!! Muita diversão!

Cheio de alegria e fantasia
Crianças, esperança
Pacientes, inteligentes
Palhaços, engraçados 
 E nem se fala, médicos, enfermeiros animados e abençoados!



Encontramos o Seu Adão, cheio de emoção! Três ex-esposas, Dona Maria do Socorro, a mais simpática de todas. Sorte do Sr Adão vai ter uma cuidadora, boa!
Na UTi, conhecemos a alegre Angélica, contadora de histórias e cheia de Tias, uma para cada dia!
Na brinquedoteca, conhecemos a mais fofa de todas, a princesa Vitória. Se encantou pelos palhaços e eles pelos seus cachos! E era Tia pra lá, Tia pra cá, balinhas pra cá, pirulitos pra lá!
Nem se fala então no Seu Raimundo, eita homem forte e inteligente, uma simpatia. Já operou seis vezes, AFF Maria! E para a alegria da Dona Conceição, o homem tá é bão! Porque homem que mora no Gama, ama!!!


A aventura foi completa com nossos amados pacientes: 11 na UDT, 10 na UTI Infantil, 9 na UTI cirúrgica, 8 na UTI coronariana e 38 pacientes na enfermaria.


E terminamos nosso domingão, cheio de emoção no IC-DF. Estivemos reunidos os palhaços mais bonitos do Brasil com muita alegria: Dr Bê, Dr Juquinha e Dr Vaga cheios de graça, Dra Alegria e Dra Sorriso pondo todos no riso. E ainda mais felizes com as doutoras novatas Jeanne, Adriana, Drika, Amanda e Aline




Forte abraço com nariz de Palhaço!