• Título


    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais











  • Título


    Um dedo de prosa sobre nossa história











  • Título


    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil











  • Título


    Divulgação, contato e apoio







terça-feira, 18 de outubro de 2016

Relatório Visita 16.10.2016

Bom dia, boa tarde, boa noite para você, leitor do Blogarilho (Acabei de dar esse apelido pro Blog)!
Vamos, na pegada do compasso, dizer a vocês que, contrariando a máxima “Domingo ela não vai”, neste 16 de outubro estiveram presentes as senhoras doutoras Flor, Sensação e Xamixuga e os senhores doutores Burrito, Gravatinha, Pierre, Pisca-Pisca, Rapadura e Tchan, este que vos escreve. É ou não é uma escalação tão boa quanto Beto Jamaica, Compadre Washington, Carla Perez, Sheila Carvalho e Jacaré?




Pois depois de nossa oração, pontualmente às 14h32, subimos swingando para os atendimentos dos nossos queridos impacientes. Na chamada do dia contabilizamos 8 dançarinos na UTI Cirúrgica, 8 segunda-voz na Coronariana, 9 pequenos fãs da primeira fila na Pediátrica e 48 líderes de banda na Enfermaria.
O ensinamento do domingo veio do Seu Durval, que não é o Lélis, do Asa de Águia. Segundo ele há 4 categorias de pessoas nas quais não podemos confiar na vida: ex-mulher, secretária, motorista e contador. Segundo, Durvalino (pra ficar na intimidade) esses 4 aí sabem muito da nossa vida, então é preciso ter cuidado. Como Doutor Palhaço não tem nenhum desses, a gente tá sossegado aqui no Andarilhos!
EXTRA! A fama pode estar chegando para o grupo. O Dr. Gravatinha foi confundido com o Luan Santana! Será que nosso meteoro da paixão vai, enfim, entrar em órbita? Dizem as más línguas (Xamixuga) que a única coisa que parece entre os dois é o olho vesgo. Eu prefiro não opinar.
Quem também tava ontem lá pelo IC era o Jeferson, com seu chinelo da Gucci, super chique, fashion, altamente Semana de Moda de Milão. Há quem diga que ele vai sair do IC carregando as coisas num belíssimo conjunto de malas Louis Vitton de couro de Jacaré. Mas não é aquele Jacaré dançarino, tá?


Por falar em dançarino, a gente encontrou o Sr. Won Kim, diretamente da Coreia do Sul, fazendo uma dança meio esquisita na janela, mas depois descobrimos que era só um exercício pra fortalecer a musculatura da perna. O Burrito já tava entrando no ritmo ao lado dele, mas como preguiçoso que é logo cansou, não acompanhou o ritmo e pediu um copo d’água!
Falando em água, o Elison tava ansioso porque disse que ia fazer uma troca de filtro. Eu sugeri ele trocar só a vela, que vende bem baratinho aí no comércio, mas no fim achamos que o filtro podia ser de óleo ou de ar e não ia funcionar bem. O importante é que ele ficou mais calmo sabendo que ia dar certo.
Tão certo quanto deu com o Sr. Francisco Chaibub. Ele tá tão feliz no IC que disse que nem tava querendo ir embora. Falou que se todo lugar fosse que nem lá, o Brasil seria melhor. A gente acreditou que tudo isso era só por causa da nossa visita, claro, mas ele rapidinho nos desiludiu e disse que bom mesmo era a equipe técnica, a comida, o atendimento. Mas que a gente colaborava com tudo!
Então é isso, queridos leitores. Ficamos aqui e até a próxima visita!

Um abraço, um beijo e segura o Tchan!