• Título


    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais











  • Título


    Um dedo de prosa sobre nossa história











  • Título


    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil











  • Título


    Divulgação, contato e apoio







terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Visita do dia 29.01.2017


E aí moçada dos Andarilhos do Riso, tudo bem com vocês? Quanto tempo longe dos relatórios!

Acho que a melhor parte do rela é a gente lembrar de cada momento especial que vivemos naquela tarde de domingo.

Vendo agora, pelo retrovisor, lançamos um olhar diferente, mas tão nítido quanto o girassol que floresce entre as árvores do IC-DF.

Tenho o costume de andar pelos corredores, ouvidos e olhos atentos.
Olhando para a direita e para a esquerda, e, de vez em quando, olhando para trás.
E o que vejo a cada momento é aquilo que nunca antes eu tinha visto.

Em certos momentos até parecia que estávamos em um filme bíblico, pois ao lado do Sr Messias, o Sr João Batista se recuperava do procedimento! Ah, e do outro lado da UTI Cirúrgica estavam o Sr José e a Dona Maria felizes que só, pois já iriam subir  (para a enfermaria. não confundam. rs)!

Ainda no quinto andar encontramos o sósia do Sr Acelino Freitas, conhecem? É o Popó, minha gente. De tanto chamá-lo de Popó, esqueci o nome de verdade dele, mas tal qual o original, o Popó do IC-DF estava firme e forte, indo pra cima das adversidades e se recuperando como um campeão!

Um fato que jamais havia presenciado era o Dr Rapadura recitando um poema de seu País natal, o Rio Grande! Tal fato aconteceu quando encontramos umas conterrâneas dele na enfermaria. Depois, foi um festival de "30 pila" pra cá e um monte de "Mas Bá Tchê" pra lá! Ponto de honra para ele, já que na UTI uma outra senhora perguntou se ele era disléxico. Quanta sacanagem!

Outro fato inédito, para mim, foi que perguntaram aos Andarilhos de qual religião éramos. A verdade é que o que nós temos são torrentes de alegria, bons sentimentos e, principalmente, amor.
Se falamos sobre diversas coisas durante as visitas, não é porque saibamos exatamente o que elas são, mas porque amamos o que fazemos, e o fazemos de coração.

E foi assim que as Dras. Groselha, Mindinha e Sorriso, acompanhadas dos Drs. Burrito, Rapadura, Vagalume e eu, Juquinha,  atendemos 10 pimpolhos na UTI Pediátrica, 10 na UTI Cirúrgica, 11 na Coronariana e 53 na enfermaria.

Inté

Um comentário :

  1. Que bonito, doutor!
    Isso aí que vc tá usando, é amor, né?

    Abraços fofos!

    ResponderExcluir