• Título


    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais











  • Título


    Um dedo de prosa sobre nossa história











  • Título


    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil











  • Título


    Divulgação, contato e apoio







segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Visita do dia 26.02.2017


Quanto riso, oh, quanta alegria! Mais de mil palhaços no salão (do ICDF). O Vagalume foi chorando pelo amor do Doutor Juquinha, no meio da multidão.

E quem foi ver a cabeleira do Berinjela, acabou ficando só com a visita do Galo da Madrugada mesmo. Só que o Galo mãe de Filó tava cantando um frevo triste que só (acho que já prevendo o frango com pequi que a gente combinou de fazer amanhã com o Seu Antônio).

E quanto Antônio tinha no hospital hoje! Se não fosse carnaval, acharia até que estávamos em julho. Tinha José Antônio, Carlos Antônio, Manoel Antônio, acho que até meu nome virou Fofuxa Antônio depois de hoje.

O Joaquim Antônio, moço criativo e prosador, logo nos apresentou suas duas filhas (dentre os 6 que ele teve), Nuvem e Ene (isso, tem três letras, mas pronuncia uma só). Seu Quincas disse que aproveitava o resguardo da mulher para batizar os meninos com nomes da natureza. E assim nasceram Nuvem, Ene, Marversol e Solvermar.

10 foliões mirins foram para o MiniBloco da UTI infantil, que logo passou pela enfermaria e encontrou os Homens de Ferro, Nicholas e José Carlos. Os dois ensinaram Juquinha e eu a mágica do dispensador de álcool em gel, e saímos do quarto banhados e perfeitamente limpos.

Já na UCO, 8 bambas acompanharam o Bloco do Coração Novo, que também contou com 9 sambistas de primeira da UTI cirúrgica, conquistando a garantia de 100 anos para as novas válvulas e pontes.

Na enfermaria maravilhosa, cheia de encantos mil e coração do meu Brasil, tínhamos 53 passistas, alguns deles que gostaram tanto do hospital, como seu Barromeu, que estava lá no corredor cantando Daqui não saio, daqui ninguém me tira. Já prometemos que semana que vem, se ele ainda estiver esquentando cama lá, vamos chegar cantando.

Teve também o Hugo, que tava cheio de videogame (um mais legal que o outro), e correndo de lá para cá com o coração na mão (literalmente). E teve a Dona Diva, que só de nome já mostrou para o que veio.

Mindinha fechou a visita ensinando todo mundo a sambar (mas pra começar, tem que manter uma dieta rigorosa de cenoura e banana, para manter a forma). Acabamos o dia com 5 doutores sassassaricando, não vendo a hora de desfilar com esse bloco de novo.



Abraços fofíssimos!

Um comentário :

  1. Parabéns a todos pela excelente visita!
    Nos vemos na próxima.

    Abraços!
    Dr. B.

    ResponderExcluir