• Título


    Tudo que aconteceu em nossas visitas dominicais











  • Título


    Um dedo de prosa sobre nossa história











  • Título


    Galeria dos Doutores mais bonitos do Brasil











  • Título


    Divulgação, contato e apoio







domingo, 5 de março de 2017

Visita do dia 05/03/2017



Seguuuuuraaaaaa essa palhaçada do Andarilhos porque na ressaca do Carnaval o nosso bloco tá na rua e botando todo mundo pra dançar nesse domingo lindo.
Na corda dos Andarilhos do Riso – todo mundo de Abadá do ICDF, diga-se – estavam 10 pequeninos na UTI infantil, outros 10 na UCO, mais 10 da UTI Cirúrgica e 56 na enfermaria. Entre os puxadores de trio estavam as Dras. Flor e Rapunzel e os Drs. Gravatinha, Pierre, Pisca-Pisca, Rapadura e o rei da Bahia, eu zinho mesmo, o Tchan! Pense num bloco animado mesmo no pós carnaval!?

Animados feito o Osnildo, que está se preparando para as Olimpíadas de 2020. Mas ele disse que só participa se tiver uma prova de revezamento de maca de hospital. Ele contou que passou por três outros antes de chegar ao IC, onde ele vai receber sua primeira medalha de ouro. A próxima vem direto do Japão. É do Brassiiiillll!!
Outra bem animada era a Maria Rosa. Ela tem SEIS filhos. Questionada se não tinha TV em casa, ela disse que sim, mas os comerciais eram muito longos naquela época... aí já viu, né? Haja animação em cada plim plim!
Mas o campeão da animação e não desistência é o Sr. Vanderlei. Ele teve malária 62 vezes! Sim. Você leu direito. SESSENTA E DUAS! Ele disse que isso foi na época em que foi trabalhar na construção da rodovia Transamazônica. Até apareceu um tratamento, mas ele tinha que tomar várias injeções, ficou com medo e preferiu a malária mesmo. Vai entender, né? O importante é que ele não perdeu a conta e tá forte pra contar essa história!

Como carnaval tem tudo a ver com amor, a gente descobriu a história do Francisco e da Delmides. Ele, maranhense, foi tomar uma fanta laranja no Piauí e acabou conhecendo o amor da vida dele. Entre uma Fanta e outra, criaram o Igor e a Iara. Diz o Dr. Pierre que vai comprar passagem amanhã mesmo pra Teresina e que só sai de lá casado ou depois que acabar todo o estoque de Fanta.
Falando em amor, quem tava no maior “love” era o Edgar e a sua esposa Marciana. O companheiro de quarto dele tinha ido embora hoje cedo e os dois teriam o quarto só pra eles até amanhã cedo. EITA! A Marciana tava só sorriso. Mas calma, gente... era porque ela poderia dormir na outra cama. Vocês já estavam pensando bobagem, né?
No campo da música, achamos duas duplas sertanejas: A das Marias Rosa (e seus 6 filhos) e do Rosário, mas nenhuma animou de cantarolar pra gente. E a dupla Marlon e Maicon, mas o Marlon estava só com a Kênia, esposa dele, então não sei se conta.
Mas para ficar com uma contagem válida, vamos nos aniversários! O Paulo César estava com toda a família comemorando mais um ano de vida ali pelo corredor mesmo. Ninguém nos ofereceu bolo (até porque nem tinha) mas cantamos parabéns mesmo assim. E a outra aniversariante era a dona Limpeza. Gravatinha e Rapadura fizeram uma serenata especial e ela ganhou pirulito e nariz de palhaço como presente!
E pra fechar os dois grandes acontecimentos:
1 – FINALMENTE a piada do “diabético ou de Anápolis?” foi vencida. Perguntado pela Dra. Rapunzel, o Sr. Davi respondeu que era os dois! Um diabético anapolino! Isso é inédito em todos os anos de Andarilhos (se não for, perdão, mas eu fiquei empolgado!)
2 – A Dra. Flor foi bater foto com a galera e aí o dono do celular pediu pro fotógrafo pra bate a foto “de lado”, ou seja, deitar o celular na horizontal e bater mais uma chapa. A Flor, prestativa que só ela, ao ouvir o pedido pela foto “de lado”, girou o corpinho e ficou de lado pro amigo. Cada um com seu cada um, né não?

Dr. Tchan

Nenhum comentário :

Postar um comentário